NOTÍCIAS




Resultados neste ano e projeções de crescimento foram apresentados na reunião do Conselho Regional do SENAI-RN

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Rio Grande do Norte (SENAI-RN) apresentou nesta quarta-feira (22) os resultados alcançados entre janeiro e maio deste ano e projeções de crescimento que apontam para mais de 30 mil matrículas realizadas em cursos profissionalizantes voltados à indústria, até dezembro - um crescimento de 36% em relação à meta originalmente programada para 2022, de 22.300 pessoas matriculadas.

"Há um evidente aquecimento na demanda industrial por qualificação, especialmente nas áreas de iniciação profissional e de aperfeiçoamento de equipes, um movimento que já era esperado em meio ao momento de retomada da economia que estamos vivendo", disse o diretor do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER) e do departamento regional do SENAI-RN, Rodrigo Mello, durante reunião do Conselho Regional do SENAI, na Casa da Indústria.

A instituição, segundo ele, também estima expansão de 53% no orçamento em 2022, ante à meta original desenhada para o ano. O incremento, explica, é puxado pela busca por serviços, principalmente registrada nos setores de óleo, gás, têxtil e de confecções, e, ainda, por projetos de Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação (PD&I) contratados ou em fase de contratação com o ISI - com foco em energias renováveis e em novas tecnologias, a exemplo de hidrogênio verde.

Durante a reunião, Mello foi oficialmente empossado pelo presidente do Sistema FIERN e do Conselho Regional do SENAI-RN, Amaro Sales de Araújo, como diretor representante do SENAI no Conselho. O executivo já havia desempenhado a função de diretor regional, aproximadamente 10 anos atrás, e agora volta ao posto em sucessão a Emerson Batista.


Mello destacou projetos como a inauguração de uma Planta Solar Piloto, em projeto de P&D com participação do ISI

EXPANSÃO
Com relação ao período de janeiro a maio, houve crescimento de 83% nas matrículas em cursos profissionalizantes e quase o dobro de avanço nos atendimentos realizados a empresas e outras instituições na área de soluções em tecnologia e inovação, que abrange serviços técnicos especializados, consultorias, Pesquisa, Desenvolvimento & Inovação (PD&I), além de metrologia - com serviços de ensaios e calibração.

Programas de capacitação iniciados ou concluídos com foco nas indústrias de vestuário, alimentos e energia foram destacados pelo diretor entre os resultados deste ano. Um deles, em parceria com a Neoenergia Cosern, vai formar a primeira turma de eletricistas mulheres do Rio Grande do Norte, estratégia alinhada aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU, que buscam, entre outros avanços na sociedade, a igualdade de gênero na educação e no mercado de trabalho, em áreas onde os homens ainda predominam.

"É um curso que busca diversidade e ampliar o espaço das mulheres na cadeia industrial", observou Rodrigo Mello, acrescentando que movimentos nessa direção são crescentes no setor de energia.

O diretor também destacou a inauguração de uma Planta Solar Piloto de Módulos Bifaciais - capazes de gerar energia com radiação direta do sol e refletida pelo solo, elevando a produtividade na geração de energia solar em aproximadamente 30%. "É um projeto com destaque internacional, revolucionário para essa indústria", disse o diretor.

A Planta foi inaugurada no estado de Santa Catarina, em um projeto de P&D da CTG Brasil, uma das líderes em geração de energia limpa no País, em parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a UNESP Ilha Solteira e o SENAI, por meio do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER). O projeto foi desenvolvido no âmbito de Pesquisa & Desenvolvimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

O Conselho Regional do SENAI-RN é formado por representantes da indústria, dos trabalhadores da indústria, do Ministério da Educação e do Ministério do Trabalho e Previdência.

SOBRE O SENAI
O SENAI é o maior complexo de educação profissional da América Latina e detentor da maior rede privada de Institutos de Tecnologia e Inovação para a indústria nessa região do mundo. No Rio Grande do Norte, engloba cinco Centros de Educação e Tecnologias: CET (Voltado ao setor da construção civil); CETCM (Voltado às indústrias de alimentos, vestuário e moda); CETIB (cursos diversos para a indústria); CETAB (vestuário, construção e outros), e CTGAS-ER, principal referência do SENAI no Brasil para educação e serviços com foco nas indústrias de energias renováveis e do gás, além de centro de excelência para educação profissional com foco em hidrogênio verde. A atuação no RN se dá ainda por meio do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis (ISI-ER), na capital, Natal, e do Instituto SENAI de Tecnologias em Petróleo e Gás (IST-PG), em Mossoró. Apenas no RN, os serviços oferecidos alcançaram, entre janeiro e maio de 2022, indústrias, instituições e profissionais de 138 municípios, ou seja, de 84% do território potiguar.

 





Comentários