NOTÍCIAS




Aconteceu, terça-feira (12), a primeira reunião do Comitê Estadual de Gestão do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack, álcool e outras drogas, criado após a assinatura do decreto pela governadora Rosalba Ciarlini durante visita do Ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, ao Estado. O Comitê foi implementado com a adesão ao programa ‘Crack, é possível vencer’, do Governo Federal. A reunião contou com a participação de representantes do Gabinete Civil do Governador; da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas); da Secretaria de Estado da Saúde (Sesap); da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed); da Secretaria de Estado da Educação (Seec); da Secretaria de Estado do Esporte e do Lazer (Seel) e; da Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc). Durante o encontro foram discutidas as políticas de integração entre as esferas federal e estadual junto aos municípios potiguares, em especial, Natal, Parnamirim e Mossoró, que possuem mais de 200 mil habitantes. É importante ressaltar que as ações já desenvolvidas desde a criação do programa RN Vida contribuíram para facilitar o processo de integração destas políticas. “Como disse o próprio ministro Eduardo Cardozo, temos que partir da premissa de que ninguém faz nada sozinho. Então, com a integração de todas as esferas públicas, nós conseguiremos vencer o crack”, afirmou Sonali Rosado, que preside o Comitê e coordena o programa RN Vida. Entre as competências do grupo estão a estruturação, articulação e ampliação das ações voltadas à prevenção do uso, tratamento e reinserção social de usuários de drogas, além do apoio ao fortalecimento das redes de atenção à saúde e assistência social para usuários de drogas. A ata da reunião foi registrada e deverá ser encaminhada ao Ministério da Justiça, juntamente com um diagnóstico do Rio Grande do Norte em relação ao álcool, drogas e, principalmente, ao crack. SOBRE O RN VIDA O programa estadual é realizado a partir de quatro linhas de ação - prevenção, tratamento, reinserção social do usuário e repressão ao tráfico. Desta forma, o programa pretende promover a educação de jovens e adultos para uma vida saudável evitando o acesso às drogas por meio da oferta maior de atividades culturais e esportivas. De acordo com dados de uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Municípios em 2010, o Brasil apresenta atualmente cerca de 12,3 milhões de usuários de drogas. Outro dado alarmante segundo a mesma pesquisa é a presença do crack, que já tem usuários em quase 90% dos municípios brasileiros. Ao lado do Governo do RN, também são parceiros do RNVida a Assembleia Legislativa do RN, Ministério Público Estadual, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Tribunal de Justiça do Estado do RN, Polícia Rodoviária Federal e o Departamento da Polícia Federal no RN, entre outros. I





Comentários