NOTÍCIAS




Passado o temor da balança, o lutador Renan Barão está 100% focado na luta contra o americano Michael McDonald, pela defesa do cinturão interino do peso galo do UFC, neste sábado, em Londres, Inglaterra. Confronto esse, inclusive, que ele espera ser uma verdadeiro "show de MMA", visto que os dois lutadores devem buscar, a todo instante, impor suas posturas agressivas dentro do octógono. "Acredito que vai ser uma grande luta. McDonald é um lutador que sempre anda para frente dentro do octógono e eu também vou para cima, para a trocação. Daremos um show de MMA para os ingleses e, também, para os brasileiros, tanto aqueles de Londres, quanto aqueles que vão estar no Brasil, na torcida", afirmou Barão, depois da pesagem ocorrida nesta sexta-feira, quando bateu o peso limite de 61,4 quilos e ficou apto para o confronto. Claro que o estilo de luta não é o único fator motivacional de Barão para esse compromisso no UFC. Para o potiguar de 26 anos, campeão interino do peso galo, a preparação foi "a melhor que já teve na carreira", tanto na parte física, quanto no aspecto técnico. "Dei muita sorte de na Nova União (no Rio de Janeiro, onde fez a parte final da preparação) estarem todos os lutadores reunidos, se preparando para suas lutas. Pude treinar com os melhores, como José Aldo (campeão dos pesos pena), Dudu Dantas, Johnny Eduardo, entre outros. Foi muito importante", revelou. Além disso, ao chegar na Inglaterra, a recepção foi muito importante para a motivação do lutador, que viu a atitude de brasileiros e ingleses como fundamental para um bom desempenho. "A manifestação da torcida na hora da pesagem me deixou muito motivado também. Ao entrar no ginásio, vi a galera torcendo, gritando meu nome. É muito gratificante, ter esse reconhecimento também fora do Brasil pelo trabalho feito. São muitos anos de dedicação", analisou Barão. Claro que, mesmo com o sucesso fora, Barão não esquece suas origens, principalmente, o bairro das Quintas, onde cresceu. "Sei que em Natal está todo mundo torcendo, principalmente no bairro das Quintas. Vejo a galera mandando força pelo Twitter, falo com algumas pessoas pelo Face. Mesmo distante, carrego eles comigo. Não tenho como esquecer e não vejo a hora de voltar", antecipou. É em Natal, inclusive, onde Renan Barão espera, depois da luta, desenvolver uma ação social para ajudar jovens a praticar esportes, principalmente, as artes marciais. "É um objetivo antigo meu, que venho tentando realizar. É muito importante para os mais novos e nós, como exemplo, temos que fazer o que está ao nosso alcance, sempre", acrescentou. MCDONALD O desafiante de Renan Barão, neste sábado, é o americano Michael McDonald, de 22 anos, que está invicto no UFC, assim como o potiguar. No currículo, vitórias importantes, como a conquistada no dia 21 de abril do ano passado (a última luta dele), contra o ex-campeão da categoria, Miguel Angel Torres, por nocaute. No UFC, McDonald tem duas vitórias por nocaute, duas por decisão e uma por finalização. Na carreira, o americano acumula 15 vitórias e apenas uma derrota. O número de fracassos, por sinal, é o mesmo de Renan Barão. Contudo, com relação a vitórias, o potiguar tem mais: são 31, segundo o Ultimate. No maior evento de MMA do mundo, Barão tem quatro vitórias: Cole Escovedo, Brad Pickett, Scott Jorgensen e, na última luta, em julho de 2012, contra Urijah Faber, que lhe rendeu o cinturão interino do peso-galo. O UFC Barão vs McDonald começa a ser transmitido por volta das 15h30, horário de Brasilia. A luta entre os dois será a última do evento. Card principal Renan Barão vs Michael McDonald Dustin Poirier vs Cub Swanson Jimi Manuwa vs Cyrille Diabate James Te Huna vs Ryan Jimmo Che Mills vs Matt Riddle Card preliminar Terry Etim vs Renée Forte Paull Sass vs Danny Castillo Gunnar Nelson vs Jorge Santiago Andy Ogle vs Josh Grispi Tom Watson vs Stanislav Nedkov Vaughan Lee vs Motonobu Tezuka Ulysses Gomez vs Phil Harris Fotos: UFC





Comentários