NOTÍCIAS




Da Tribuna do Norte Que tal ver a capital potiguar por um ângulo totalmente novo? Os mesmos cartões postais, avenidas, ruas e monumentos que a propaganda turística tanto divulga podem apresentar um atrativo que ainda não se conhecia - até mesmo para quem já mora aqui. A vista panorâmica em movimento é cortesia do city tour realizado por um "open bus" - ônibus com primeiro andar aberto - que desde a semana passada se tornou a mais nova opção de lazer para turistas e nativos. A iniciativa de três empresários locais é pioneira na cidade, e pretende ir além dos points turísticos mais conhecidos. Ver Natal "por cima" é uma experiência que ressalta ainda mais sua beleza. O passeio turístico de "open bus" sai às 14h em frente ao Mercado de Ponta Negra. Dura cerca de três horas, concentrando-se basicamente entre a Ribeira, Cidade Alta e algumas adjacências. "Esse tipo de ônibus para turismo é bastante comum na Europa, mas aqui no Brasil pouco se usa. Temos algo parecido em Salvador, e também no Rio de Janeiro. Pode-se dizer que Natal é a única no Nordeste a oferecer esse passeio como manda o figurino", afirma João Marcos Lucena, um dos empresários que investiu no ônibus aberto. Entre o mar e o concreto: O trajeto feito pelo ônibus oferece uma demonstração das belezas naturais, históricas e urbanas da capital. Os passageiros podem optar entre o espaço fechado e a área aberta na parte superior do ônibus. Para quem preferir a área aberta do primeiro andar, recomenda-se o uso de chapéus, bonés, óculos de sol e protetor solar, pois o calor combinado com o sol alto da tarde podem causar algum desconforto aos desprevenidos. Devidamente acomodados, os grupos formados basicamente por famílias aproveitam a brisa e os muitos cenários que passam ao longo da rota. A fase inicial do passeio se estende pelos nove quilômetros da Via Costeira. O guia turístico João Maria Araújo, o Joãozinho, vai informando aos passageiros/turistas sobre os pontos mais notáveis do trajeto. A beleza do mar fica ainda mais evidente ao ser vista de cima, tendo em primeiro plano os vários hotéis e resorts que fazem parte da via. Os passageiros também são apresentados ao Parque das Dunas, Farol de Mãe Luísa, ao trecho conhecido como "praia de Miami", Areia Preta, e ao relógio do sol - atualmente atrasado pelas sombras dos arranha-céus que surgiram em sua frente. Descendo a ladeira - com emoção - o ônibus se dirige à Cidade Alta, para apresentar o centro antigo e a movimentação comercial de Natal. A presença do veículo impressiona os transeuntes, e muitos acenam para os passageiros. Após passar por alguns dos trechos mais movimentados do centro (Ulisses Caldas, Prudente do Morais, Apodi e Rio Branco), o ônibus se dirige para a Ribeira. Apesar da notória falta de conservação dos prédios antigos e descaracterizados, os passageiros aproveitam para tirar bastante fotos. O Teatro Alberto Maranhão impressiona. A passagem pelo Canto do Mangue, com seus barcos de pesca ancorados, bem como os imensos navios do porto, também rendem vários registros fotográficos. Passando por Santos Reis e pelo prédio abandonado da Rampa, o ônibus se dirige à Fortaleza dos Reis Magos, o primeiro e mais simbólico monumento da cidade. Por lá os passageiros descem e ficam por volta de uma hora. Segundo o guia Joãozinho, após a fortaleza, os turistas são levados ao Iate Clube para apreciar a programação do Pôr do Sol no Potengi. Mas, caso não seja o dia do projeto - que é realizado apenas às terças, quartas e quintas - o passeio toma o rumo da Redinha, indo, por exemplo, ao Aquário de Natal. "A gente oferece alternativas ao pessoal, mas a ideia é que possamos ir a todos os lugares", afirma. Apreciar Natal em movimento por um ângulo privilegiado agradou aos turistas. O engenheiro Walter Santos, paulista, conta que já esteve em Natal doze anos atrás, e que o passeio possibilitou uma visão nova da cidade. "Já fiz esse tipo de passeio no exterior, onde é bem comum, e gosto muito. É interessante ter essa visão geral, ver melhor a parte cultural da cidade, por exemplo", diz. As amigas Dorilena Miguel e Maria Lúcia Castro, de São Paulo e Santos, pela primeira vez em Natal, afirmam que adoraram a possibilidade de interagir e registrar melhor a capital. "Falamos com as pessoas nas ruas, e tiramos fotos bem melhores do que se estivesse em terra. O passeio fica mais dinâmico dessa forma", diz. By Night: Novidades virão para o passeio de ônibus nas alturas. João Lucena adianta que na próxima semana o veículo contará com serviço de bar, oferecendo bebidas, refrigerantes, castanhas e petiscos. No ônibus também funciona uma agência onde o turista pode comprar e agendar novos passeios. "A nossa ideia é que o ônibus também funcione como uma loja itinerante", ressalta. E a partir de 15 de janeiro, virá uma nova rota para o ônibus: será o passeio "by night", passando também por Tirol e Petrópolis, apresentando ao turista uma face mais urbana e moderna da capital. "Vamos apresentar os bares, restaurantes e lojas das redondezas, um clima bem diferente do passeio da tarde", diz. O "open bus" também está disponível a ser alugado para festas e eventos diversos. João Lucena destaca o fato de que o passeio não é uma opção só para turista ver. O natalense também pode fazê-lo. "O diferencial para o turista também vale para o morador da cidade, pois o natalense nunca viu sua cidade por um ângulo tão diferente. É uma redescoberta para ele", conclui. Serviço: Passeios de open bus. Preço: R$50 por pessoa. Informações e reservas pelo 3086-8407 e 3204-7900. Fotos: Magnus Nascimento (Tribuna do Norte) Fonte: Tribuna do Norte





Comentários