NOTÍCIAS




Os festivais culturais movimentam a economia das regiões por onde passam e estimulam a cadeia turística como um todo. Por esse motivo o Governo do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Turismo e do Governo Cidadão, com recursos oriundos do Banco Mundial, apoiou a realização do Fest Bossa & Jazz 2019. A edição de 10 anos do evento aconteceu entre os dias 10 e 13 de outubro, no município de São Miguel do Gostoso, Litoral Norte do estado. Lotou pousadas e restaurantes, ativou agências de turismo, movimentou o comércio local e deu visibilidade ao destino.

Com uma programação musical diversificada entre artistas locais e nacionais, o Fest Bossa & Jazz contou com mais de 10 atrações: Ricardo Baya (RN), Diogo das Virgens (RN), Los Chaskys (Perú), Sesi Big Band, Duo Taufic (RN), Ricardo Silveira (RJ), Funkeria (PB), Erickson Grillo (RN), Melly (BA/RN), Filarmônica Monsenhor Honório (RN), Khrystal (RN), Blues Beatles (SP).

O projeto possui uma vertente de ação social, com a finalidade de deixar um legado de suma importância para as regiões por onde passa. As oficinas, voltadas para jovens de escolas públicas da cidade, ensinou sobre percussão corporal, a história do jazz e como construir uma guitarra com materiais recicláveis. De maneira prática e lúdica, arte educadores explicaram aos participantes formas alternativas de fazer música.

Na visão da secretária estadual de Turismo, Ana Maria Costa, "as oficinas e workshops voltados para os alunos de escolas públicas dos municípios por onde o Fest Bossa & Jazz passa despertam nas crianças o gosto pela boa música e estimulam o cuidado com o meio ambiente e com ações sustentáveis, imprescindíveis para o desenvolvimento turístico de uma região".

Nos quatro dias de evento, o município recebeu uma movimentação atípica para o mês de outubro, que deixou diversos empresários muito satisfeitos. "A nossa pousada teve 100% de ocupação no sábado e no domingo do Festival, uma ocupação que geralmente só temos na alta estação ou feriadões. É importante realizar ações desse tipo nos períodos de baixa para que a economia da cidade esteja sempre aquecida", comentou o empresário Umberto Montalto, diretor de pousada em São Miguel do Gostoso.

O diretor da Emprotur, Bruno Reis, destacou o evento como incentivador do turismo. "Em geral, as pessoas veem o turismo como passeios realizados para a satisfação pessoal, mas nós, que atuamos na área, enxergamos nele uma das principais portas de entrada da economia de um país, estado ou cidade. E o retorno que esperamos quando apoiamos Festivais como o Bossa & Jazz é exatamente esse, movimentação de toda a cadeia", disse.

Consolidado no calendário potiguar, o Fest Bossa & Jazz é realizado desde 2010, por Juçara Figueiredo Produções, e já apresentou 19 edições em quatro cidades do Rio Grande do Norte (Natal, Pipa, São do Miguel do Gostoso e Mossoró), somando mais de 170 atrações nacionais e internacionais do jazz, bossa e blues.

 





Comentários