NOTÍCIAS




Foto Elpídio Júnior
O prefeito em exercício, Paulinho Freire participou da sessão solene de posse da nova presidência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte na noite desta segunda-feira (07), no Centro de Convenções de Natal. Tomaram posse os desembargadores João Rebouças, como presidente, Virgílio Macêdo Júnior, como vice-presidente, e Amaury Moura Sobrinho, para o cargo de corregedor geral da Justiça.

 

O presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Dias Toffoli, compareceu à solenidade ao lado de autoridades entre elas, além do prefeito Paulinho Freire, a governadora Fátima Bezerra, e representantes de todos os poderes do Estado, da magistratura de vários estados, com público estimado em 700 pessoas.

 

"Os poderes sempre trabalham juntos, sempre com harmonia e com respeito um com o outro, cada um tendo a sua independência, mas trabalhando harmonicamente. Então é importante que a Prefeitura, eu como prefeito em exercício, venha trazer o meu abraço e a minha confiança de que será um grande gestão", afirmou o prefeito.

 

Também foram eleitos o desembargador Saraiva Sobrinho, como novo diretor da Escola da Magistratura do Rio Grande do Norte (Esmarn) e o desembargador Vivaldo Pinheiro, como novo ouvidor geral.

 

Os desembargadores empossados nesta noite foram eleitos em 31 de outubro de 2018. O novo presidente tem 40 anos de serviço público, sendo 34 dedicados à magistratura, e chega ao Tribunal tendo como prioridade de sua gestão a prestação jurisdicional e a virtualização de todos os processos em tramitação no Poder Judiciário estadual. "Nós temos como meta deixar o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte 100% digital, mas também 100% humano. E a nossa meta é julgar mais processos, tanto na primeira, quanto na segunda instância", afirmou o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador João Rebouças.

 

O desembargador e ex-presidente do TJ, desembargador Expedito Ferreira, em sua fala enumerou as principais atividades desenvolvidas ao longo do biênio à frente da corte. Entre as ações, ele citou a implantação do aumento da produtividade e a celeridade processual, o início da construção da nova sede, renovação da rede de informática - com datacenter de excelência, visando a segurança processual.

 

O ministro Dias Toffoli afirmou estar feliz em ver a união dos poderes no estado e acrescentou ter a certeza de que judiciário estando unido, garante o estado democrático de direito.

 





Comentários