NOTÍCIAS




A prevenção ao câncer de pele e conscientização na infância será debatida no próximo _dia 27 de novembro_ as 9h em audiência pública na Câmara Municipal de Natal. A iniciativa da campanha é da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional Rio Grande do Norte (SBDRN) e conta com apoio da vereadora Júlia Arruda, da Frente Parlamentar em Defesa da Criança e do Adolescente.

O tema "Sol: amigo da infância - Campanha de prevenção ao câncer de pele" será debatido entre os dermatologistas, professores da rede municipal de educação e saúde que irão apresentar ações na área de prevenção ao câncer de pele. "Nosso objetivo é conscientizar as crianças em relação a proteção solar e cuidados com a pele e saúde. Vamos debater ações em parceria com a Câmara Municipal, através da vereadora Júlia Arruda, para ampliar a prevenção e formar multiplicadores nas escolas. Assim, diminuiremos os riscos da doença para as próximas gerações" destaca a dermatologista Danielle Espinel.

A audiência pública faz parte da campanha da SBDRN que também distribuirá gratuitamente cartilhas feitas pelo cartunista Maurício de Souza (autor da Turma da Mônica), para mais de 20 mil alunos da rede municipal de ensino. "Nosso mandato apoia e incentiva a campanha de prevenção ao câncer de pele que irá beneficiar com educação crianças e suas famílias em Natal", argumenta a vereadora Júlia Arruda.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA) todos os anos são diagnosticados mais de mil novos casos de câncer de pele no Rio Grande do Norte. Em 2010 foram 1500 novos casos de câncer de pele diagnosticados na Liga, representando quase 35% de todos os cânceres atendidos no hospital.

O Estado também ocupa o segundo lugar no ranking de maior incidência de raios solares no Brasil, perdendo apenas para o Espírito Santo. Embora não seja comum em crianças, a campanha é direcionada aos pequenos para educação e tentativa da diminuição dos números alarmantes no país: segundo o Inca são diagnosticados mais de 180 mil novos casos de câncer de pele por ano em brasileiros.





Comentários