NOTÍCIAS




                                                                                   Foto de Epídio Júnior


Serão premiados com o selo "Casa Solidária" os estabelecimentos da capital potiguar que comercializam alimentos e que destinarem para doação os itens considerados impróprios para o comércio, mas aptos para consumo. O vereador Felipe Alves (PMDB), propositor da matéria, celebrou a sanção do projeto que foi publicada na edição de quinta-feira (27) no Diário Oficial do Municipal.

Felipe Alves lembra que iniciativas semelhantes já são praticadas com muito êxito em países como Itália e França. Para o vereador, a lei representa um avanço muito importante nas políticas municipais de combate à fome, erradicação da miséria e ao desperdício de alimentos: "É uma medida de cunho social e também com viés sustentável, já que se preocupa com a destinação correta dos alimentos, sempre respeitando as normas sanitárias vigentes", assevera. A lei determina que as doações devem ser priorizadas a entidades filantrópicas declaradas de utilidade pública por lei municipal e os estabelecimentos que aderirem a iniciativa não podem cobrar pelos alimentos doados.





Comentários